Home > Notícia

Empreendedores vencem diversas etapas até atingir a solidez

image
24/07/2019

A pesquisa “Principais dificuldades empresariais da atualidade”, divulgada recentemente pelo Sebrae, revela que ter uma ideia para empreender não é problema. Os maiores entraves são o medo de investir recursos economizados durante uma vida e não ter retorno; manter o foco, dedicando tempo para o novo negócio; não saber calcular os investimentos necessários; e a maioria prefere trabalhar sozinho, sem sócios. Essas questões serão abordadas no maior evento de empreendedorismo da Paraíba, o Start Now, que será realizado dias 10 e 11 de setembro, no Centro de Convenções, em João Pessoa.
Outras dificuldades apontadas estão relacionadas com a burocracia, inclusive a necessidade de contratação de contador ou de funcionários. Dispostas a fugir dos processos burocráticos, as pessoas dão preferência para o Microempreendedor Individual (MEI), o que dispensa o contador, desde que não haja funcionários. Essa pode ser uma das razões do elevado número de MEIs na Paraíba: quase 70% dos optantes pelo Simples Nacional são MEI: 114.453 empresas. Entre os de pequeno porte ou microempresas estão 49.537 empreendimentos (dados do Sebrae-PB de 13/07/2019).
A Analista do Sebrae Paraíba, Germana Espínola, afirma que o número de empresas formalizadas no Brasil, e na Paraíba, crescem a cada ano. Ainda assim, existem pessoas trabalhando informalmente, talvez por desconhecimento, receio de pagar os tributos ou não sabem dos benefícios e segurança que a formalização proporciona. “Mas, os maiores obstáculos são enfrentados para nos mantermos no mercado”, diz a analista.
“É imprescindível buscar conhecimento e capacitação, tanto os empreendedores em potencial quanto os estabelecidos. Observamos que a inovação é uma das principais exigências para atrair novos clientes; o desafio seguinte é fidelizá-los. Nós trabalhamos muito com o marketing digital para isso”, ressalta Germana Espínola.
Esses temas serão prioridade no evento Start Now, que reunirá mais de 15 palestrantes de vários estados brasileiros. Segundo Germana Espínola, a Paraíba “é um celeiro de empresas inovadoras”, como demonstra o grande número de startups ganhando o mercado nacional e atraindo investidores. Há mais de 400 startups registradas no estado.
Para Shirley Almeida, gestora empresarial e uma das organizadoras do Start Now, o evento dará um impulso aos empreendedores para conquistar o mercado. “As palestras são integradas. Os participantes irão interagir entre eles e com os palestrantes e ter experiências práticas que certamente trarão resultados nos negócios”, explica Shirley Almeida.


Estudo aponta os medos vividos pelos empreendedores

O estudo “Principais dificuldades empresariais da atualidade” reúne duas visões complementares sobre o tema empresarial. Analisa como potenciais empresários reagem à burocracia, construção de uma identidade de marca e colocação no mercado e necessidade de gerenciamento administrativo, financeiro e humano. De mesmo modo que mostra os desafios enfrentados por quem já está estabelecido como gestor de uma empresa e a dificuldade para manter-se competitivo perante a volatilidade do mercado.
Para realização da pesquisa, foram ouvidos dois grupos de empresários, em cinco capitais; um com empresários já estabelecidos e outro com potenciais empreendedores, do Distrito Federal, Salvador, São Paulo, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro.
A pesquisa elenca as etapas que amedrontam os potenciais empresários a se arriscarem no mercado. Foram ouvidos homens e mulheres entre os 25 e 35 anos. Se as ideias existem, os medos iniciam na escolha de qual a melhor ideia e em como dar os primeiros passos para torná-la um empreendimento. Além disso, os novos empresários precisam lidar com tarefas como a elaboração de um plano de negócios, a abertura da empresa, a contratação de um contador ou de funcionários, o gerenciamento dos recursos financeiros e a burocracia para executar tudo isso.
Por outro lado, para os empresários já estabelecidos no mercado, as preocupações são outras e consistem na manutenção do negócio, como qualidade e quantidade das vendas, fluxo de caixa, controle de crédito e gerenciamento dos investimentos em processos internos na empresa. Os empresários analisados para esse estudo foram majoritariamente homens, com faixa etária de 35 a 45 anos, atuantes, em média, há 9 anos na empresa.

O marketing é um aspecto que causa transtornos para ambos os grupos. Para quem quer iniciar, as perguntas mais frequentes são como dar o pontapé inicial na divulgação da nova empresa, como lidar com a estratégia de identidade da marca e tendências do mercado. Enquanto para os empresários, as dúvidas giram em torno de como se adequar à nova lógica digital de comunicação e anúncios e estabelecer a melhor estratégia de marketing para seu público alvo.

Top