Home > Notícia

Controle das emoções determinam sucesso no empreendedorismo

image
28/08/2019

“E se der errado, perderei as economias de uma vida?” Este foi um dos medos apontados pela maioria dos empreendedores e potenciais empreendedores na pesquisa “Principais dificuldades empresariais da atualidade”, divulgada recentemente pelo Sebrae.

Para o conferencista comportamental Paulo Roberto Lima, esse medo poderá ser superado quando houver a compreensão de que a inovação pressupõe mudança o que, por sua vez, exige a atitude de sair da zona de conforto e abrir mão do status quo.

Paulo Roberto estará no Start Now, evento que reúne mais de 15 palestrantes brasileiros, de renome internacional, e acontecerá dias 10 e 11 de setembro, no Centro de Convenções, em João Pessoa.

Nessa entrevista, o conferencista antecipa alguns temas inéditos da imersão que fará em sua palestra:

 

- De que forma as emoções afetam, ou podem afetar o empreendedor?

A tríade psicológica envolve pensamento – sentimento – comportamento. Sendo assim, se pensamos bem, nos sentimos bem e consequentemente nos comportamos bem. O maior problema que surge no processo de Empreendedorismo e Inovação é saber lidar com as crenças que muitas vezes são limitantes. Empreender e Inovar é encarar a mudança, é abrir mão do status quo. Um dos passos para fazer isto é trabalhar com o autodiálogo promovendo a Gestão do EU.

 

- Como ter segurança na hora de tomar uma decisão?

Uma das melhores ferramentas para se trabalhar a tomada de decisão chama-se “Perdas & Ganhos”. As pessoas evoluem por duas razões: dor e prazer. Motivadores de dor e de prazer que nos impulsionam adiante. Sabotadores de dor e de prazer que nos mantém onde estamos. Responda a quatro questões:

O que você ganha se fizer isto? / O que você perde se não fizer isto?

O que você ganha se não conseguir isto? / O que você perde se conseguir isto?

Respondê-las reduz o impacto quando da implantação da inovação dirimindo as dúvidas.

 

- As emoções podem se controladas? Como?

Não temos controle sobre o que pensamos e sentimos. Os pensamentos vêm e os sentimentos vêm junto. Temos controle apenas sobre como vamos nos comportar. Posso perfeitamente me comportar de maneira diferente e de forma proativa diante do pensamento e do sentimento perturbador. Toda a gerência é comportamental. “Nunca se submeta a ditadura da resposta”. Temos sempre que questionar as nossas crenças. Dialogue consigo mesmo sempre (mesa redonda do EU). Explicarei isto em melhores detalhes na palestra.

 

- Quais as características de um empreendedor que conquista seus objetivos?

Firmeza de propósito, objetivo principal definido, sentido de missão e, acima de tudo, Deus no coração. De posse desses ingredientes, com um Planejamento Estratégico bem feito lhe bastará apenas fazer o que deve ser feito independentemente da dor ou do prazer que isto cause.

 

 

Top